Início>Transformação Digital: o que é e como implantá-la na minha empresa?

Transformação Digital: o que é e como implantá-la na minha empresa?

A tecnologia sempre tem muito a agregar dentro de todas as empresas, mas isso vai além do que se possa imaginar.

Hoje, a transformação digital é um dos fenômenos mais impactantes e inevitáveis no mercado. Não é à toa que até as empresas mais tradicionais incorporaram o digital, mesmo que  minimamente, em alguma área de suas organizações. Enquanto as companhias mais modernas, principalmente startups, a incorporam como o centro de sua entidade. A tecnologia torna-se não só um meio de comunicação mas perpassa todos os aspectos corporativos. 

Pode parecer  que apenas empresas com produtos e serviços tecnológicos possam passar pela transformação digital, o que não é uma verdade. Na realidade, as corporações precisam incorporar a transformação digital para manter-se competitivas no mercado, inclusive aquelas que não necessariamente trabalham com produtos tecnológicos.

Para saber como fazer isso, é necessário entender do que se tratam essas mudanças.

O que é a transformação digital?

O primeiro passo é entender que transformar digitalmente não é apenas digitalizar. A transformação digital tem efeitos em todos os âmbitos da sociedade e não diz respeito apenas ao mundo corporativo, por isso vai além de apenas utilizar mais a tecnologia.  Os softwares, as novas tecnologias e os processos digitais são essenciais, porém  não configuram uma transformação em si,  já que a mudança é de percepção e mindset. 

Instaurar a transformação digital na sua empresa é algo que necessita de um objetivo e propósito, e deve ser uma mudança bem estruturada e elaborada, levando sempre em conta  que não devemos mais pensar apenas em produtos, mas também em informações. Para isso, é necessário que se entenda  esse novo mercado baseado em dados para que novos modelos de negócios, carreiras e serviços sejam criados. 

Como implantar a transformação digital? 

A transformação digital dentro da sua empresa pode ser realizada a partir de três pilares fundamentais: as operações, a experiência do cliente e o modelo de negócio. Continue lendo para entender cada um deles. 

Operações

A transformação digital atua nas operações da empresa, principalmente, para agilizar processos do dia a dia, otimizar o tempo e reduzir custos. 

Nesse âmbito, entram as metodologias de trabalho, cuja comunicação é mais rápida, os setores trabalham de forma mais integrada, existe maior transparência e maior valorização do colaborador. Um exemplo de metodologia é a divisão em Squads, criada pelo Spotify, em que a empresa é divida entre times multidisciplinares cujo objetivo é o mesmo. 

Algumas das tendências que você também pode seguir para aproveitar os avanços tecnológicos e aplicar a transformação digital na sua empresa são:

  • Big data – Com o Big Data você pode analisar uma grande quantia de dados e transformá-los em informações para estabelecer um plano de ação. 
  • Inteligência Artificial – Esse tipo de tecnologia otimiza processos em larga escala e pode qualificar muitas informações, assim como o Machine Learning, processo de aprendizado de máquinas para reproduzir comportamentos que seriam os mesmos de humanos.  
  • Business Intelligence – O Business Intelligence é uma estratégia que profissionaliza o processo de tomada de decisões, estabelecendo bases concretas a partir da análise de dados. 
  • Automação de processos – Muitos tipos de processos podem ser automatizados. Uma área que se beneficia muito desse mecanismo é o marketing, através de diferentes tipos de ferramentas disponíveis no mercado. 

A implantação desses sistemas só é eficiente com a mudança da cultura da empresa para uma cultura digital. Portanto, atente-se em conscientizar os funcionários e contemplá-los na transformação da sua empresa. 

Experiência do cliente

Na transformação digital, a empresa deixa de vender apenas um produto, mas passa a oferecer uma experiência completa ao consumidor. Isso faz parte de um conceito de que o produto deve atender o usuário.

Para isso, você deve sempre buscar monitorar o nível de satisfação dos clientes, entender melhor seus gostos e comportamentos para, assim, melhorar cada vez mais a experiência que sua empresa pode oferecer.  O cliente está sempre em primeiro lugar. 

Modelo de negócio

Esse pilar diz respeito à organização, ou seja, quais meios de comunicação ou quais plataformas são utilizadas para oferecer a experiência. Esses aspectos sofrem alterações profundas com o processo de transformação digital. 

Podemos citar, por exemplo, os meios de comunicação digitais, principalmente através de redes sociais, que estabelecem um contato direto do cliente com a marca. Além disso, também pode-se pensar em diferentes formas de serviços, que podem passar a ser oferecidos digitalmente, ou serviços que mesclem a experiência digital com a física, como os aplicativos de carona. Caso a marca se trate de um comércio, a substituição de lojas físicas por e-commerces também configuram parte do processo. 

Mundo digital pós Coronavírus 

Transformação Digital: o que é e como implantá-la na minha empresa?

A pandemia que temos enfrentado nos obrigou a reconfigurar nossas estratégias, metas, modelos de trabalho, e a palavra da vez é: reinventar. Mas será que estamos, mesmo, reinventando ou só adiantando um processo que se instauraria futuramente?

Os números respondem: 90% dos dados disponíveis no mundo foram criados nos últimos 2 anos e já existem pelo menos 14 bilhões de dispositivos móveis em uso no planeta. Ou seja, essa é a representação do quanto a tecnologia e a transformação digital já estava ganhando o seu espaço, agora mais ainda, impulsionadas pela nova situação do mundo. 

Quando se fala de transformação digital em época de pandemia, além da concentração de vários setores no modo online, o modelo de trabalho remoto é uma das primeiras coisas que vem à mente. A ampliação da oferta de produtos e serviços para o e-commerce, ou a ascensão do uso de serviços de compartilhamento como Uber, AirBnB e Spotify são exemplos que, se antes já faziam parte do cotidiano da maioria das pessoas, hoje tem sido as únicas soluções.

O Google processa mais de 80.000 consultas de pesquisa a cada segundo no mundo, o que representa mais de 5 bilhões de pesquisas diárias e 1,8 trilhão de pesquisas anuais.O isolamento fez com que a audiência de televisão crescesse. A internet bate recordes históricos, com o tráfego superando 11 TBps (sigla para “terabyts per second”) no Brasil. O próprio crescimento orgânico do consumo de internet no Brasil acelerou: cresceu 60% em um ano, 43% em seis meses e 25% desde janeiro. 

A rápida migração dos negócios para o ambiente digital durante a pandemia está fazendo com que os tomadores de decisão das grandes empresas adaptem suas operações de TI para lidar com a nova demanda, para que soluções e alternativas sejam desenvolvidas para infraestrutura de tecnologia interna, com o uso de inteligência artificial e soluções para redes 5G, para continuar a gerar resultados no mercado.

Se para algumas empresas o desenvolvimento de Apps para gestão de demandas, foco no cliente ou vendas era coisa a escanteio, hoje tem sido a chave para que a linha de produção não pare e os negócios continuem progredindo, mesmo neste cenário tão nebuloso. 

Além de estar presente nas lojas de aplicativos, as próximas tendências do mercado giram em torno de um comportamento mais centrado em causas, consumo mais consciente e humanizado. 

A inovação em atender a demanda da necessidade tem gerado grandes oportunidades, como um potencial de mudar a forma de consumo. Um dos grandes exemplos é que, provavelmente, será necessário que haja o “delivery ongoing”, ou seja, para tudo e a qualquer momento, mesmo que a loja ou fornecedor de serviços esteja com as portas abertas, atendendo presencialmente.

O ideal seria se estivéssemos na fase de teste. Mas estamos vivenciando uma realidade que muda constantemente e nos obriga a reinventar. Nada de protótipo, agora é tudo ou nada, é o produto final.

Veja abaixo as principais tendências do mercado pós Coronavírus:

  • Trabalho remoto

O chamado Home Office já realidade para o mundo, inclusive para os brasileiros. O trabalho à distância tem ressignificado fluxos de trabalho, monitoração das atividades e as empresas estão descobrindo que as videoconferências custam bem mais barato e são mais produtivos do que a velha organização empresarial do século passado. 

Usando aplicativos como Zoom, Microsoft Teams e Google Duo, a comunicação e realização de reuniões foram facilitadas. Através dessas alternativas, as empresas começaram a entender e perceber que a ideia de flexibilizar os horários e demandas para que sejam realizados em casa pode ser uma opção viável para diminuir custos em um momento pós-crise.

Há setores que essa mudança impacta negativamente, como é o caso do imobiliário comercial. Isso porque, à medida que empresas percebem que podem realizar tarefas remotamente, haverá uma diminuição dos espaços de trabalho, aluguéis de ambientes utilizados para coworking, além da valorização de marcas por questões geográficas e socioeconômicas. 

  •  Aumento no consumo de produtos e serviços pela internet

Seguindo as recomendações de isolamento social, as pessoas só tem saído de casa para resolver situações consideradas “essenciais”, como ida ao supermercado, ou profissionais que continuam trabalhando já que alguns setores são considerados “serviços essenciais”, como seguranças. 

Assim, a mudança mais trágica e mais perceptível – e que já está ocorrendo – é que o consumo de bens e serviços agora estão no digital. Como dito anteriormente, os produtos estão sendo ofertados online, o e-commerce está a todo vapor e a tendência é que mesmo com as portas abertas, quando a situação estiver melhor, as compras online continuem em alta, pela praticidade, rapidez e conforto. 

A Amazon, por exemplo, anunciou a contratação de 75 mil novos funcionários em meio à pandemia. Essa decisão foi tomada para dar conta da crescente demanda. 

Embora essas medidas sejam temporárias, aqueles que já tiveram experiências de diagnóstico a distância, podem não querer abrir mão de certas comodidades que o serviço pode oferecer.

Quer estar atualizado na transformação digital? Você pode buscar diferentes plataformas para sua empresa. A MadeinWeb, por exemplo, é referência no desenvolvimento de aplicativos e plataformas online que ajudam as empresas a melhorar, cada vez mais, a experiência de usuários e clientes.

Para saber mais sobre a MadeinWeb, acompanhe-nos no Instagram.


https://www.madeinweb.com.br/servicos/desenvolvimento-apps-iphone-ipad-android-windows
By | 2020-06-23T14:14:08-03:00 abril 27th, 2020|Novidades, Tecnologia|

Deixar Um Comentário