Início>Principais erros ao criar um aplicativo

Principais erros ao criar um aplicativo

O mundo mudou muito depois da chega dos smartphones e hoje muita gente depende bastante desses aparelhos. Isso porque é possível fazer de um tudo com eles, já que existem uma infinidade de aplicativos para diferentes funções disponíveis. Você consegue realizar operações bancárias, estudar, ler e até pedir comida utilizando aplicativos, além de outras muitas opções que eles apresentam.

Esse advento trouxe à tona uma nova modalidade de negócios: a criação de aplicativos. Embora apresentem uma oportunidade promissora, os erros são comuns nesse ramo. Afinal, estamos falando de algo que trabalha com inúmeras possibilidades de um projeto não dar certo, englobando alguns fatores.

Como existem diversas opções, é comum que as pessoas venham baixar o app apenas para conhece-lo, assim ela o usa enquanto tem interesse, mas é ainda mais comum esse aplicativo acabar esquecido pelo usuário. Em alguns casos mais extremos, as pessoas excluem para desocupar memória, algo que acontece com certa frequência.

Assim, criar um aplicativo figura como uma tarefa árdua e o que parecia simples, já saiu faz tempo desse patamar. Para entender por quê esse negócio nem sempre dá certo, separamos os principais erros cometidos pelos desenvolvedores. Confere:

Falta de avaliação das plataformas

Basicamente existem dois sistemas operacionais no mercado: iOS e Android. É comum que os desenvolvedores, ao apresentarem uma ideia para app, apresente apenas vantagens para cada um desses sistemas. Pontos como monetização e quantidade de usuários, são considerados, mas não é só isso que deve ser levado em consideração.

Uma plataforma pode ter um aplicativo muito melhor que a outra, isso já entra como uma oportunidade vantajosa, pois você pode oferecer uma opção melhorada daquilo que já existe para um sistema, mas é precário no outro.

A avaliação de plataformas é importante porque elas apresentam versões antigas, e uma boa quantidade de usuários com esses sistemas. Dessa forma, garantir um bom funcionamento a um número maior de dispositivos, independente da versão do sistema que ele possui, é um bom ponto para o aplicativo.

Aplicativo não vende sozinho

O app pode cair no esquecimento antes mesmo de ter um bom número de usuários, isso porque os desenvolvedores esquecem de traçar um plano para que ele se torne visível.

Antes de mais nada, é preciso definir um público e estudar se o aplicativo consegue atender as necessidades dele. Uma forma de avaliar a viabilidade do app é a utilização de ferramentas como o Google Trends, que ajuda a observar a demanda do que é consumidor pelos usuários.

Desenvolver apps em plataformas gratuitas

As ferramentas para construção que não cobram nada do desenvolvedor são práticas, mas não trazem um aplicativo completo. Esse tipo de método apresenta opções limitadas e que, dificilmente, conseguirão criar um aplicativo de qualidade, com bons gráficos e boa funcionalidade, por exemplo.

É importante desenvolver o aplicativo com auxílio de uma empresa especializada, isso garante que ele seja montado livre de erros, um ponto importante se você deseja ter sucesso no negócio.

By | 2017-10-02T11:07:30+00:00 Maio 20th, 2017|Desenvolvimento Aplicativos|
%d blogueiros gostam disto: