Início>Resumão WWDC 2019: iOS 13, Mac Pro 2019 e tudo o que rolou no evento

Resumão WWDC 2019: iOS 13, Mac Pro 2019 e tudo o que rolou no evento

A WWDC, ou WorldWide Developers Conference, é um evento anual da Apple destinado aos desenvolvedores que trabalham com plataformas, serviços e tecnologias. A WWDC 2019 será realizada entre os dias 3 e 7 de junho,  e como muita gente esperava muitas novidades sobre dispositivos e o sistema operacional para dispositivos móveis. Separamos um Resumão WWDC 2019: iOS 13, Mac Pro 2019 e tudo o que rolou no evento. Confira!

Destaque para os dispositivos

A WWDC começou relembrando os serviços para dispositivos anunciados em março, como Apple News+, Apple Arcade, Apple TV+ e o Apple Card. Porém, agora, a empresa olha para o futuro e pensa em uma nova gama de hardware, softwares e serviços.

Novos mac OS e iOS

Apple-WWDC-2019-3

Assim como é tradicional, a Apple envia à imprensa um convite que, em geral, antecipa alguns dos assuntos principais da conferência. Na edição 2019, a chamada utilizou a imagem de um unicórnio com a cabeça explodindo em ícones, além das logos do serviço Arcade de jogos e da linguagem de programação Swift usada no iOS.

A escolha do unicórnio não foi por acaso, ele é um dos animojis que o usuário pode encontrar nos novos iPhones. Outro ícone no convite, do ARKit, fortalece a ideia de que serão mostradas novidades para a plataforma de realidade aumentada usada pela Apple.

O tão esperado mac OS 10.15, substituirá o Mojave e está envolto de vários mistérios. Até agora, a Apple confirmou que pretende expandir a integração da experiência de uso do sistema dos desktops com o iOS, mas novas funcionalidades e recursos são ainda detalhes desconhecidos.

De acordo com o site Bloomberg, a ideia de unificar os dois sistemas tem nome: o projeto Marzipan pretende tornar as duas plataformas compatíveis entre si. Isso permitirá que desenvolvedores criem um único aplicativo que se adapte e funcione tanto nos iPhones como nos Macs.

iOS 13

Apple-WWDC-2019-2

O iOS 13 irá apostar em um sistema operacional menos focado em funcionalidades inovadoras e mais centrado em experiência de uso, estabilidade e desempenho. O face ID vai ser mais rápido que o anterior e as atualizações do aplicativos ficarão 60% menores. Segundo a Apple, os aplicativos rodarão duas vezes mais rápidos que no iOS 12.

Durante o evento a Apple confirmou o Dark Mode, mantendo a qualidade de quem usa o aparelho com grande constância. Como os rumores, o teclado vai poder ser digitado com gestos, sendo possível digitar sem tirar a mão do aparelho.

Aposta-se que a interface contará com um modo escuro, uma ferramenta que permite usar o iPad como tela para um Mac e um teclado estilo swipe – estilo que o Android oferece há alguns anos. Além disso, o novo sistema também receberia suporte a várias contas de usuários e até a possibilidade de alterar a resolução de um vídeo durante a sua reprodução.

MAC Pro

Apple-WWDC-2019-1

A Apple não se prendeu em revelar apenas os sistemas operacionais, o novo Mac Pro chega redesenhado e como uma forma de desculpas da empresa pelo Mac Pro 2013 que foi admitido como um erro no percurso da companhia, porém não foi visto com bons olhos pela maior parte do público que considerou um retrocesso,  pois relembra a aparência clássica de “ralador de queijo”.

A máquina conta com um processador Intel Xeon de até 28 núcleos e com até 300W de potência, além de contar com um resfriamento potente para evitar qualquer superaquecimento.

A memória pode ser maximizada em 1,5 TB em 12 slots DIMM, e há também slots PCI Express (quatro deles com largura dupla para acomodar placas maiores de expansão). Na dianteira, duas portas USB-C/Thunderbolt 3 e duas portas USB-A estão presentes, vale dizer.

Ainda, o Mac Pro de 2019 chega com um módulo de expansão personalizado chamado MPX, que aproveita um backbone Thunderbolt 3 dedicado embutido na placa-mãe para fornecer energia adicional e conectividade de alta velocidade aos componentes.

O módulo é uma placa PCI Express de quatro vias que acomoda duas placas gráficas, possui seu próprio dissipador de calor e também um conector Thunderbolt personalizado.

Em um módulo especial será adicionada mais duas portas Thunderbolt 3, duas USB-A e uma entrada de áudio de 3,5 mm, além de uma placa de edição de vídeo dedicada capaz de processar até 6 bilhões de pixels por segundo.

O início das vendas do novo Mac Pro está previsto para o outono norte-americano custando a partir de US$ 5.999 — preço que vale para a versão mais modesta da máquina, com 32 GB de RAM, processador Intel Xeon de oito núcleos, GPU Radeon 580X e SSD de 256 GB. E para o novo Mac, a Apple preparou um monitor 6K de 32 polegadas, com preço de US$ 4.999.

Privacidade e mensagens

Aproveitando o momento de discussão sobre vazamento de dados, a Apple bateu forte na tecla de privacidade, não somente para o Maps. Agora o login com seu Apple ID permite que você use outra conta alternativa para utilizar apps de terceiros do que a de redes sociais.

Na prática, ele usa, por exemplo, emails alternativos criados eventualmente apenas para preencher os requisitos básicos da plataforma — de forma que sua verdadeira conta fique preservada.

Além disso, o HomeKit Secure Vídeo agora criptografa o conteúdo captado nas câmeras de segurança da casa no próprio dispositivo local, antes de ser enviado todo codificado para a nuvem — assim nem mesmo a Apple diz saber o que há no material.

Depois de tantas novidades não esqueça de comentar para nós! Quer saber mais sobre esse assunto? A gente te ajuda! Acesse o nosso blog.

By | 2019-06-10T10:06:30-03:00 junho 7th, 2019|Desenvolvimento iOS, Eventos e Conferências|

Deixar Um Comentário