Início>O que esperar do 5G no Brasil?

O que esperar do 5G no Brasil?

A Internet 5G já está sendo implantada em alguns países da Europa e cidades dos Estados Unidos. No Brasil, a situação é outra: O país ainda não distribui a internet 5G comercialmente por questões legislativas, políticas e comerciais. Continue lendo o artigo para saber mais sobre a nova rede no Brasil.

O Leilão das redes 5G estava previsto pela Anatel para o segundo semestre deste ano, e a previsão que a rede de quinta geração chegasse ao Brasil em 2021. Mais uma vez, o cenário mudou. 

Diante da crise da saúde que o mundo está enfrentando, diferentes países possuem estratégias comerciais para dar escala à rede 5G, dependendo da característica específica de cada país, tal como o foco em qual setor social será beneficiado primeiro. Na Coreia do Sul, por exemplo, o foco de lançar o 5G foi no business to business. Assim, o setor privado já desenvolveu aplicações interessantes.

O 5G já é realidade nos EUA e na Coreia do Sul. Nos EUA, o serviço é experimental e oferecido pela empresa Verizon, nas cidades de Chicago e Minneapolis; já no país asiático, as três principais operadoras de telefonia móvel começaram a disponibilizar essa conexão para consumidores em diferentes regiões. 

Na Finlândia, o 5G foi implantado no primeiro momento para suprir a necessidade de internet de alta velocidade domiciliar. Apesar do desenvolvimento, o país não possui fibra ótica em todas as casas. Desse modo, a prioridade definida foi levar a banda larga através da nova rede.

Já para a maioria dos países – entre eles o Brasil e vários outros da América Latina -, a tecnologia ainda está em fase de testes. Uma das etapas para iniciar a rede 5G no Brasil é definir sua prioridade. O extenso território nacional pode fazer, como na Finlândia, a substituição da internet com fio onde não há fibra ótica domiciliar. 

Por outro lado, o País também precisa acelerar a indústria e inovação, o que faz com que o foco no business to business seja uma opção válida para os reguladores.

Exigências da Anatel

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) ainda está definindo como e quais serão os deveres das operadoras para formalizar a data do leilão de concessões das redes. Dentre suas exigências está o abastecimento de rede 4G ou maior velocidade aos locais que não forem contemplados com a rede 5G. 

Também foi estabelecido pela Anatel uma meta: o benefício é que seja feita a cobertura de 95% de áreas urbanas com menos de 30 mil habitantes, o que anteriormente não era obrigatório.

Alcance

A rede 5G proporciona uma quantidade muito maior de dados que o 4G, porém demanda uma frequência mais alta, portanto serão necessárias mais antenas. Vai alterar o modelo de antenas altas e pouco numerosas para antenas menores e distribuídas.

Há um grande desafio de proporcionar a infraestrutura necessária para o 5G, um dos principais está na legislação atual, que caracteriza os municípios como reguladores das antenas. Em algumas cidades, é proibido que antenas fiquem próximas à escolas, delegacias e hospitais. Isso dificulta a implementação da tecnologia, que precisará de uma quantidade de antenas bem maior que o 4G.

A colaboração de representante governamentais e da Anatel é de suma importância para a negociação com os legisladores municipais.

Impactos e benefícios

Grandes empresas estão muito interessadas em liderar o movimento da rede 5G no Brasil. Em análise da atual situação no País, onde a maioria das questões burocráticas ou consultas públicas estão migrando para o digital, é de suma importância que o acesso ao sinal de internet, com faixas de frequência mais rápidas, esteja ao alcance dos brasileiros. 

Calcular o imposto de renda, entender o seguro desemprego, como conseguir o auxílio doença ou, um exemplo ainda mais recente, o auxílio emergencial de recuperação financeira que o governo brasileiro está disponibilizando estão sendo situações rotineiras essenciais e resolvidas online. 

Ter a conexão de qualidade, que a quinta geração pode oferecer, beneficia muitos brasileiros, principalmente no atual cenário. O uso de smartphones, aplicativos de celulares android ou iOS vem crescendo nos últimos meses. O desenvolvedor de aplicativo para celular quer receber o auxílio de já ter uma base prévia de como pode trabalhar as funcionalidades do App dentro da realidade que o 5G garante.

A chegada do 5G vai abrir grandes oportunidades para melhorar as cidades e transformá-las em verdadeiramente inteligentes, além de trazer mais velocidade na transmissão de dados na área da saúde permitirá grandes avanços.

Para procedimentos médicos, a tecnologia 5G será útil quando a consulta precisar ser realizada com médico e paciente está a quilômetros de distância. Isso aconteceria através de um dispositivo que passa as informações sobre o paciente em questão de segundos para o médico. Essa via rápida para conteúdos médicos é disponibilizada pelo 5G.

Com a tecnologia 4G já é possível realizar chamadas por vídeo e ter uma boa conexão com imagem em alta definição. Com o 5G, essas chamadas serão mais realistas e não haverá delay (atraso) na comunização. Será o mais próximo da realidade, como se as pessoas estivessem conversando no mesmo ambiente físico.

Ansioso para a chegada do 5G no Brasil? Conta para gente nos comentários. 

Se você precisa de uma empresa especializada para desenvolver um aplicativo ou apresentar soluções tecnológicas para o seu negócio, entre em contato conosco.

Para saber mais sobre inovações na tecnologia, acompanhe a MadeinWeb no Instagram.

By | 2020-06-23T14:14:59-03:00 abril 22nd, 2020|Novidades, Tecnologia|

Deixar Um Comentário