Início>6 motivos que fazem um usuário desinstalar um aplicativo

6 motivos que fazem um usuário desinstalar um aplicativo

Existem muitos aplicativos para smartphones hoje em dia, mas nem todos eles são bons o suficiente para manter o interesse do usuário. Se você está no mercado, precisa entender mais sobre a demanda é sobre os motivos que promovem a perda de interesse no programa.

Muitos profissionais desse segmento acabam não tomando cuidado com a produção do app, e com a interface. Gastar uma quantidade considerável de capital da empresa para ter uma recepção ruim da sua interface é uma das piores coisas que pode ocorrer ao montar um aplicativo.

Para te ajudar a se estruturar e entender mais sobre o ramo, separamos alguns motivos que fazem com que o consumidor desinstale e perca o interesse no app. Assim, você fica por dentro dos requisitos para produção e pode dar ao seu cliente o que ele está esperando. Não saia daí!

Design ruim

Uma das piores coisas quando estamos falando sobre aplicativos é o design. Pode parecer que esse fator não é importante, mas não é isso que os clientes pensam quando fazem a instalação. Todos procuram um design limpo e que promova uma fácil interação com a interface.

Se você ainda não sabe como será feito o design, tome cuidado com alguns elementos, como a clareza de informações. Você precisa disponibilizar um espaço amplo e separar as informações de maneira estratégica para que o seu cliente não se perca no meio do caminho.

Não se esqueça de adicionar cores que combinem com a sua empresa, além do logo na figura principal do app. Assim, você chama a atenção do consumidor mas não deixa de ter a identidade da marca, uma das coisas mais importantes para a adequação ao mercado.

Pouca comunicação com o usuário

Você deve se comunicar diretamente com o usuário dentro do aplicativo. É claro que não precisa falar com ele, mas a empresa precisa se apresentar de uma maneira clara e chamativa para não acabar com o interesse e a confiança do consumidor.

Muitos aplicativos falham nessa etapa do processo. Eles constroem uma interface muito distante, que não tem o mínimo de interação com o usuário. É como se o cliente mexesse em uma plataforma sem vida, e não é esse o conceito que uma empresa de nome quer passar.

Se você quer evitar que o consumidor se irrite e desinstale o seu app, deve investir em uma comunicação eficiente. Você pode, por exemplo, colocar uma mensagem de boas vindas quando o usuário instala o app. É uma pequena ação, mas que já inspira confiança na vida e no uso do consumidor.

Interface pouco intuitiva

Chegamos a uma questão das mais importantes quando falamos dos motivos que levam usuários a desinstalarem apps. É a interface pouco intuitiva um dos elementos mais destrutivos para a sua reputação e para o fluxo de clientes em sua plataforma digital. Não entendeu? Vamos te explicar em detalhes a seguir.

Quando a plataforma é pouco intuitiva, o usuário não consegue achar os botões para fazer uma compra, por exemplo. As informações estão mal colocadas no espaço, e ele pode perder algumas das mais importantes delas. Quando isso ocorre, o consumidor precisa gastar tempo procurando pelo que quer.

Sabemos que, hoje em dia, gastar tempo procurando algo na internet é um fato quase inaceitável. Se as pessoas não encontrarem o que estão procurando em seu app, por conta da organização da plataforma, elas simplesmente vão excluir o seu programa.

Muitas propagandas

Entendemos que o aplicativo precisa de um sustento, principalmente se você optar pelos gratuitos. Entretanto, você não pode encher a interface de propagandas e se esquecer da interação e da qualidade do acesso do seu cliente. Afinal, quem gosta de um monte de propagandas pelo caminho?

Se você não possuir outra escolha, mais vantajosa, pode investir em propagandas. Não vamos te falar para deixá-las de lado, pois essa é uma fonte de financiamentos. Entretanto, você precisa tomar cuidado com os limites. Não vale colocar um monte delas apenas para aumentar as parcerias ou o patrocínio.

Se você optar por um sistema pago, esqueça as propagandas de vez. Muitos apps oferecem um pacote pago em que o cliente consegue se livrar de todas as propagandas. Esse já é um incentivo para assinar um plano oferecido.

Poucos serviços gratuitos

Já que estamos falando desse embate entre programas pagos e gratuitos, vamos esclarecer um fato. Quando o segmento está com muita concorrência, principalmente em questão de aplicativos e presença digital, você vai precisar se diferenciar. Uma das opções mais bem vistas são os serviços gratuitos dentro da interface.

Pense em um app de reprodução de músicas. Eles existem aos montes nas lojas virtuais, e realmente as interfaces gratuitas ganham a concorrência. Se você quer cobrar, precisa instaurar um serviço acima da média. Caso contrário, os clientes podem se dirigir a outra opção de plataforma.

Se o seu cliente paga por uma assinatura, esqueça os serviços pagos. Você deve fazer com que ele tenha a melhor experiência com o seu sistema sem ter que pagar por mais nada. Se isso não ocorrer e se o usuário identificar muitas cobranças, ele pode excluir o app e baixar outro.

Lentidão no sistema

Aqui está um aspecto técnico que acaba com a experiência do usuário em relação ao aplicativo: a lentidão no sistema. Todos nós conhecemos aquele app que trava, que deixa o celular mais lento e até que consome quantidades impressionantes de bateria, certo? Isso não pode ocorrer com o seu produto.

Cuidado para não construir uma interface muito pesada para alguns modelos de smartphone. Esse é um dos motivos pelos quais o celular pode ficar lento durante o uso do app. Se isso está ocorrendo e se você já identificou reclamações, é essencial contatar a sua equipe de desenvolvimento e identificar os principais erros.

Acredite, você não vai querer ter que lidar com reclamações sobre a lentidão do sistema. Esse é um dos motivos que mais levam à exclusão de aplicativos no mercado atual. Se você não quer correr esse risco, se garanta na etapa de produção.

By | 2018-04-16T07:09:26+00:00 abril 16th, 2018|Não categorizado|

Deixar Um Comentário