Início>Facebook acaba de modificar a licença para o React (revisado)

Facebook acaba de modificar a licença para o React (revisado)

Dentre os sistemas que funcionam com o Facebook estão as bibliotecas Java, como a React, que funciona usando código aberto. Porém, a sua licença foi a causa de uma grande polêmica, considerando que a empresa não queria a sua alteração para o MIT, o que desagradou parceiros bastante importantes, como a Apache Foundation.

A licença que o Facebook possuía anteriormente é chamada de BSD + Patents e uma das coisas que pode ter desagradado, a longo prazo, é que existia uma cláusula nessa licença onde se lia a impossibilidade de processar a empresa no caso de descumprimento de patente.

Cronologia: como se deu a situação com a licença do React

15 de Julho: a Apache Foundation criou um comunicado dizendo que a licença BDS + Patents não estaria mais em seus próximos projetos que fossem de código aberto. Na realidade, esse comunicado tinha um peso de proibição, de fato, o que serviu para que o Facebook ficasse um pouco mais pressionado.

18 de agosto: o Facebook anunciou que precisava utilizar o BDS + Patents porque isso o resguardaria de brigas por patentes. Outra vantagem que a empresa apontou é que, com esse tipo de licença, eles não precisariam sempre de algum advogado para o desenvolvimento do React. Dessa forma, é como se o Facebook associasse o desempenho da sua biblioteca Java ao tipo de licença que utiliza.

14 de setembro: além da Apache Foundation, outras ameaças de veto começaram a chegar para o Facebook, inclusive da plataforma WordPress. A plataforma assegurou que deixaria de utilizar o React no caso de a empresa não trocar a sua licença. Embora os projetos em andamento não fossem ser excluídos, os seguintes usariam outra biblioteca Java que não a do Facebook.

22 de setembro: depois da pressão que a plataforma WordPress e que a Apache Foundation realizaram, a empresa concordou em fazer a troca da sua patente. Ela confirmou que ela seria substituída, passando a ser a MIT e deixando de lado a BSD + Patents que estava utilizando. Para o Facebook, a resistência para mudar a sua licença poderia custar muito, especialmente se a plataforma WordPress não usasse mais o React.

24 de setembro: a resposta que a WordPress apresentou depois dessa troca de licença foi positiva. Na realidade, ela assegurou que os seus projetos de sites continuarão com o React.

25 de setembro:  foi nesse dia que a licença BSD + Patents foi, de fato, trocada para a licença MIT, como o Apache Foundation e o a WordPress desejavam. Quando os desenvolvedores vão até às configurações, veem essa licença à direita.

Outras pressões

Apesar de citar-se a Apache Foundation e também o WordPress como algumas das plataformas eletrônicas que mais realizaram pressão, houve outras empresas de tecnologia que também queriam que o Facebook abandonasse a sua licença BSD + Patents, tais como a Hacker News e também o Reddit, além da companhia freeCodeCamp.

By | 2017-12-06T10:30:13+00:00 outubro 5th, 2017|Eventos e Conferências|

Deixar Um Comentário